2. EDUCAÇÃO BÁSICA DE QUALIDADE PARA TODOS

BRASIL: Os dados do 4º Relatório Nacional de Acompanhamento dos ODM são de 2008: 94,9% das crianças e jovens entre 7 e 14 anos estão matriculados no ensino fundamental.

Nas cidades, o percentual chega a 95,1%. O objetivo de universalizar o ensino básico de meninas e meninos foi praticamente alcançado, mas as taxas de frequência ainda são mais baixas entre os mais pobres e as crianças das regiões norte e nordeste. Outro desafio é com relação à qualidade do ensino recebida.


Garantir que, até 2015, todas as crianças, de ambos os sexos, tenham recebido educação de qualidade e concluído o ensino básico.


SUGESTÕES DE AÇÕES:

Falar com os diretores das escolas e se oferecer como voluntário, pois com certeza saberão aproveitar sua disponibilidade.

Identificar os alunos que estão faltando muito às aulas e incentivá-los a voltar a freqüentar a escola.

Mostrar que atividades recreativas e esportivas também são educativas. Disciplina, respeito e cooperação podem ser reforçados nesses momentos.

Organizar ou participar de campanhas de doação de livros e de materiais didáticos para instituições e bibliotecas.

Fazer e manter uma biblioteca alegre e acolhedora, e mostrar que a leitura é um prazer.

Acolher e respeitar os alunos especiais, além de denunciar professores e escolas que não promovam a inclusão dos portadores de deficiências.

Identificar crianças fora da escola e encaminhá-las para o ensino, além de denunciar o fato ao Conselho Tutelar da cidade.

Fazer o acompanhamento de uma criança incentivando-a e monitorando seu desempenho.

Participar do Conselho Escolar e acompanhar o desempenho da escola.

Organizar aulas de reforço escolar para estudantes com dificuldades de aprendizagem.

Fazer um levantamento dos analfabetos em seu bairro e incentivá-los a freqüentar um curso de alfabetização.

Incentivar a criação e o trabalho voluntário em creches para crianças de 0 a 4 anos.